domingo, 9 de setembro de 2012

É, a vida é doce...



É, a vida é doce...



Somando linhas e paginas, histórias vão criando formas, diversas delas. Acabo de acordar, mas não tenho certeza, posso estar dormindo a sonhar. 

Ouço tudo, como se estivesse bem próximo a minha orelha, as vozes se concentram falando, falando e falando sem parar, como se não se importassem comigo, ou com o que sinto, apenas falam... Será que estou vivo?
Sinto uma brisa do ar entrar por entre as frestas da janela, não estou em pé, também não estou deitado, estou acordado?
A cidade toda está um caos, minha vida está um caos. 
Um filme está sendo gravado embaixo de vossos narizes e meu pulmão já aguenta tanta poluição, meu coração quase parando, minha cabeça, minha cabeça... 

Onde ela está, onde deixei ela que não estás aqui comigo?

Um comentário: