domingo, 18 de março de 2012

Ei Aonde Vais

Tem dias que até os considerados por mim sanus, se tornam insanus.

Não sou o único louco por aqui.

Que vida deprimente, uma corrida estendida a todos, onde muitos não sabem para onde ir, se dizem saber, não tens certezas dos porquês.

Vai entender, mas certos estes que só vivem por viver, sem se preocupar, sem se perguntar e apenas se preocupando em ter isso ou aquilo, para de certa forma carregar por um tempo. Que mundo, vivemos?

Muitos estão morrendo enquanto se preocupa consigo mesmo, seu prato está cheio e seus companheiros te lambendo, lá fora tem alguém morrendo.

Uma criatura abandonada no relento da própria destruição, onde quem vê não para, passa por cima e não lhe vejo estender as mãos.


Nossas crianças espalhadas pelo mundo sem um grão, enquanto seu filhinho passa a mão no cão antes da refeição. Sua casa sempre em ordem, sua figura cheia de mascaras, suas costas sempre dadas onde um dia sua virtude fora deixada.


Não resta duvidas, tudo está perdido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário