domingo, 3 de julho de 2011

A confirmação

Vi que era melhor aguardar 
O primeiro olhar da manhã, 
Para que houvesse entendimento
Ao menos em parte do que sentia.
Viu, pois em, dois anglos que era
O mesmo sentir. 
E clara a mente e coração, pode-se
Ter o parecer...
Tudo o que me trás esse querer é
Magnifico, mas com toda a dificuldade 
Que não haveria de faltar.
Toda confusão já está no ar.
Quis eu evitar qualquer coisa 
Que não parecesse correto,
Mas desde quando, se consegue evitar 
O que já não é improvável?
Nessa primeira hora, posso e afirmo 
Convicto de minhas razões que é...
É isso... Isso é o que quero!
E nisso, não escondo-me, 
Dizendo ser personagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário