domingo, 12 de janeiro de 2014

Querer Outro

Isso já não soa bem, nem bem nos faz também.
É tanto uns querendo eu, 
Eu querendo tanto você querendo tanto outro
Que tanto quer outro e isso cansa.

Não ficarei perdendo meu tempo esperando
Me dar as mãos e não mais soltar.
É tanto querer de outros que não tomo meus quereres 
Deixando de lado meus sonhos e planos sem meu amor
Que esta incluído no meio deste terror virtual para sem sermões
Vincular minhas rédeas aqui. 

Nenhum cavalo negro será maldito 
Muito menos o gato preto sacudido 
Quero tudo de perto e juntos refazer-nos. 
Ouvir estes jogadores semelhantes aos detritos 
Deste abismo, d'onde venho, sem solução.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário