sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Flor Pecado Dor Enlaço ‏

A dor anestesia alma
Deixa as caras amostra
Fútil ignorância no jardim

Onde esta minha rosa
Tragam me com espinhos
Quero chegar as pétalas

Passar todo obstáculo
Percorrer o paraíso
Com alegria total

Ao teu lado aguando
Ao teu lado alargando

Inflamando nossa alma
Vertendo o vinho e vinha
Abalando seus temas
Da vida que não temos
O sonho privado

Se possuísse todo curso
Iria a qualquer lugar
Mas a des crimi nação
Não da asa

Deixa solto sem reparar
O fato fica isolado
Que louco semi fracasso

Deslaça a vida
Derruba a vidraça
Devora a etapa

Dor floresce pecado 

Nenhum comentário:

Postar um comentário