quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

QUE SEJAS


De repente numa resposta qualquer 
Transformo em poesia sem me conter 
Não me dou conta quando 
Acordo já esta pronta 

Por pior que sejas 
Mesmo sem rima 
Sem ponto sem virgula 
Tudo acontece 

Num minuto falo de amor 
N'outro falo de desgosto 
Tudo oposto contrariando 
A esperança as crianças 

Toda forma de dança 
Que não tiver relevância 

Sem se dar conta provocando... 
Sem se dar conta criando... 
Sem se dar conta 
 Sem se notar 

Serás Deus a trabalhar 
Serás doença a ganhar 
Serás servo a proclamar 
Serás o AMOR a reinar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário