segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

O TEMPO

Encarregado dos acontecimentos
Cada delírio

Um momento
Por favor...

Leve-me ao vento
Como criança
A esperança se perde
O desejo se esvai

Um momento
Por favor!

Até quando cria
Espera na ânsia
Qual a verdade
Crianças

Não aguentamos,
Mas esperar o tempo
É acreditar em esperança
Sem pré ocupações

Um momento
Por favor?

O que estamos vivendo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário