quinta-feira, 29 de novembro de 2012

DECAÍDOS

Não é o respirar
Não é o ouvir
Não é o ato
Não é o fato

És o sentir

Mas a in
Significância
Entregue a nós
És tanta

Que não condiz

Amando
Ao homem
Esqueceras lampejos
E desejos se rer gueira
Em tudo todo sem ti r

Decaídos estamos
E enfrentando  

Nenhum comentário:

Postar um comentário