quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Fruta Inteira

Pudera eu lhe ter agora
Entre meus braços
Nós dois entrelaçados
Em nó sem desato

E não abro a mão
Deste laço
Mais que apertado
Ficar ao teu seios
Entre beijos e abraços
Um pouco mais, é pouco...

Quero tudo
Quero-te inteira
Nada pela metade

Fruta inteira vou degustar
Pois teu gosto me excita
E meu corpo já deseja
Lhe amar Por inteira

Um comentário:

  1. Nada pela metade, o gostoso é por inteiro

    Besos

    [estou com o blog, endereço novo...]

    ResponderExcluir