terça-feira, 24 de julho de 2012

Não é Proibido

Já não sabes se da vida faz letras
Ou se das letras faz sua vida
Quem sabe você diria:
"Não se vive a poesia."


Pois, vive-se a poesia viva
Um trecho de cada verso
Os momentos mais cabíveis
A historia que os convêm


No romance nada é proibido 
Suas palavras por vezes agressivas
Demonstram a alguém seu pulso firme
Atraindo sem malicia


Olhares agora maliciosos 
Basta-se gestos 
Para erotizar 
Em pensamentos


Ligados alguns 
A sintonia 
Combina


Nem sempre fácil
Depende da química
Existe alguém que te domina


Dominou em pouco tempo
O coração 
Pobre coração 
Tantas foram 


Tantas não vieram
Que não foram
Mas quase...




Quem sabe você diria:
"Não se vive a poesia."












  

Nenhum comentário:

Postar um comentário