segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Por Vezes Lhe Vejo...



Por vezes lhe vejo e sinto desejo,

Mas tamanho é a espera que penso:

E agora? O que penso?

Sinto-me suspenso como a pluma

Que segues com o vento,

Massageando-se nas brisas

Estranhas entranhas dos desertos,

Lagartos alados, você pode voar!



Quer então voar comigo moça?

Voar para o paraíso

Que nem sem se existo

E a seu lado prover.



Amenizar ao menos, se não curar a dor.

Sem medir esforços

Lutar contra meu próprio veneno,

Quem sabe destruir a dor que sinto

De quem estás sofrendo?

Não és um mago quem andou vos dizendo,

Fora o bobo da corte, palhaço sem noite,

Sem dia, sorrindo o sorriso da dor e do...



A dor não fora o que lhes restou,

Mas lhes trouxe a marco do que ficou,

História do que deixou,

Sem ao menos ter certeza daquilo que

Provavelmente és o veneno ou o curador?



Quem lhe falou foi o amor?

Ah não, fora o doutor!

Pois quem é o doutor,

Diz-me da onde é que sou,

Construído do que for, o que me sobrou?

Quero sobras do amor?



Não, quero todo amor!

Com todo pudor,

Ofegante seguir enfrente,

Trazendo o melhor para os que me for.



Cada qual sabes o caminho a seguir,

E mesmo que rodeiem tantos preceitos,

Ironias as falhas e acertos em todos

Sabem de existir, ser egoísta, ser hedonista

Ou hilário depende da visão do cenário.



Esperávamos ter uma conversa seria,

Afinal, aquilo, alguns preferiram não se referir.

Tantos aspectos da vida você verás de largo a grande intensidade dramática que lhe força a aceitar as palavras em sorte bem encaixadas e levando a nada. Engana-se! Isso ainda trará...

Quem saberás o que você pensa, quem saberás o que pensamos? Em que tudo aceitamos, que apenas convém nossos quereres?

Parei de perguntar naquele instante. Então, veio-me uma vontade de tentar responder, sem demoras, sem demagogias, hipocrisia ou o que queiras de chamar, meu querido, minha querida...

Não falas com quem conheces por admirar o admirável admirado, todos ao máximo amáveis, unidos e universos estranhamente reunidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário