quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Quando se tens inspiração...


Quando se tens aspiração... 
Logo respiras,
Quando se tens suor...
Logo transpiras,

Quando se tens inspiração...

Transborda meu coração de alegria
Ao pensar em possuí-la, 
Toda solta em meus braços
Descompassar seus atos, 
Retê-la em mim.

Não quero atuar e ser um fracasso
Vou fazer ao máximo,
Dar tudo de mim,
Entregar-me a você sem fim.

Quero nada mais que tudo,
Quero-lhe tirar os mais longos
Lábios a lábios, anestesiar! 
Agora você vai sentir!

Vem! Se solta em meus braços,
Mulher de minha vida!
Se entregas, entrelaças em mim!
Pois te quero, Você toda assim! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário