sábado, 10 de setembro de 2011

Saudade

Meu bem vem logo pra mim,
Vê se não demora
A sua ausência me devora.
Fico impaciente, sou carente.

Quero o beijo da Deusa!
Quero o olhar da Deusa!
Quero a Deusa pra mim!

Se me pedes algo,
Logo recebe um sim.
Se lhe peço, você demora
Em minutos não se lembra
O que sentiu.

Esqueceu da paixão,
Esqueceu do fogo
Que ardia dentro
De nós.

Hoje Só resta lembrança
Daquilo que um dia "foi"
Alguma recíproca.

Perdi minha linha,
A direcção que não tinha.
Pedia ajuda, não respondia
Os braços de outra não traz
Alegria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário