terça-feira, 13 de setembro de 2011

Negação

Buscava no mundo abrigo,
Abastado de visões variegáveis
E indomável iriado sobre cabeça.

Essa não é a terra prometida,
Essa não é casa do filho,
Esse não é o paraiso perfeito?

Quantas coesas queres
Ser e não vai atrás.
Resmunga contra o mundo,
Se refere com descaso, mas desdenha.

A negação lhe veio dar arrasto.
Esse pedaço de extase deveria
Ficar guardado, pois, seu pai, acolheu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário