quinta-feira, 21 de julho de 2011

Palavras nem sempre são só palavras...
E a quem o diga que nada existe,
Cegueira da visão que nos fere.
Palavra pura não compreendida, 
Estendes o braço a quem é alegria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário