quinta-feira, 23 de junho de 2011

???!!!!!!???*

As vezes nos misturamos tanto ao tempo
Que esquecemos de viver.

Vida inútil, vazia,
Amarga de solidão do próprio querer.

Vida afetada pelas marcas,
De explorar o que é viver.
Sentindo-se incapaz de seguir leis,
E abusando deploravelmente da que criara,
Julgando certamente, como a unica correta.

Do que adianta, se foge de si?

Se compadecendo de uma vida espiritual abalada...
Imagine onde conseguiria esconder tantos pecados.
E não digo somente a primeira pessoa, mas como bem
A segunda, terceira... bla, bla, bla...

Nenhum comentário:

Postar um comentário