terça-feira, 28 de junho de 2011

Aceitação, devoção ou arte

É tão fácil julgar, 
É tão fácil dar desculpa 
E tão fácil se entregar.
A melodia que a sua 
Contextualidade pode aflorar 
É infinda. 
E no mínimo ao que se tem de fazer, 
É se entregar.
Demore na escolha de suas habilidades, 
Mas encontre-as 
Entregue-se a elas. 
Fato é que muitos querem se entregar em 
Escolhas consideradas erradas por uns, 
Mas compreendidas e aceitas por outros.
Importante é que todos tenham 
Seus próprios pensamentos,
Sejam sempre livres para que 
Se possa construir em diferentes 
Formas e aspectos.
Não prego, nem sou apregoado...
Palavras são livros, são contos, são...
Até mesmo os porcos e bons filmes 
Que aparecem por todo lado.
As portas sempre devem 
Estar limpas.

Um comentário: